• segunda-feira, 11 de dezembro de 2017
  • 03:32 Icone do tempo--ºC / --ºC

Economia

7/12/2017 às 12h16

Ministro se diz otimista com aprovação da reforma da Previdência ainda neste ano

O ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, disse acreditar na aprovação da reforma da Previdência, na Câmara dos Deputados, ainda neste ano.

“Vejo hoje, nas conversas com parlamentares, que há uma compreensão da necessidade da reforma. Com as alterações que foram feitas, os principais pontos críticos foram retirados, como aposentadoria rural, benefício de prestação continuidade e 25 anos de contribuição para se aposentar”, disse o ministro.

Para o Dyogo, o “pacote que está em discussão é palatável do ponto de vista político”.

“Há um foco de redução de privilégios, de exageros. Estou muito mais otimista do que nove meses atrás. A adesão a reforma vai crescer. Acredito na aprovação neste ano”, disse.

Ontem (6) à noite o presidente Michel Temer reuniu 19 ministros, mais deputados e senadores da base aliada, além de líderes de partido. Foram mais de 47 presentes em uma reunião no Palácio da Alvorada, para discutir sobre a reforma da Previdência.

Para o ministro do Planejamento, que participou do jantar, a reunião foi “positiva”, apesar de considerar o processo político “complexo”.

“Evidentemente, não se teve possibilidade de definir claramente a agenda. As avaliações vão prosseguir até que haja clareza.” Ele ressaltou que o calendário de votação é uma decisão da própria Câmara dos Deputados. “Há engajamento do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, dos líderes.”

Segundo Dyogo Oliveira, sem a aprovação da reforma, em 2021 a dívida pública estará em torno de 100% do PIB.

“Com a reforma, se estabiliza em 80% do PIB”, destacou. O ministro ainda afirmou que, com a reforma, o crescimento da economia será menor e os juros vão cair. “É preciso ter clareza que a melhora do ambiente econômico está intimamente ligado à agenda de reformas”, afirmou.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também