• sexta-feira, 18 de agosto de 2017
  • 15:13 Icone do tempo--ºC / --ºC

Entretenimento

18/6/2017 às 14h00

Dracenense está no elenco do famoso musical “Cantando na Chuva”

A atriz, bailarina e cantora dracenense Carol Tanganini realiza o sonho de dançar e atuar em um grande produção artística

A atriz, bailarina e cantora Carol Tanganini na sede do JR
 (Foto: Carlos Volpi/JR) A atriz, bailarina e cantora Carol Tanganini na sede do JR (Foto: Carlos Volpi/JR)

Dedicação, estudo, muita disciplina e perseverança. Esses são os elementos que dão o tom à trajetória da atriz, bailarina e cantora dracenense Caroline Tanganini dos Santos, ou artisticamente como é conhecida Carol Tanganini, e abriram caminho para o seu ingresso nos grandes musicais.

A jovem de 25 anos, formada em rádio e TV pela Universidade Anhembi- Morumbi, foi selecionada, dentre os mais de 1,2 mil inscritos, para dançar e atuar no famoso musical “Cantando na Chuva”, com Cláudia Raia, Jarbas Homem de Mello e grande elenco.

Com estreia prevista para agosto no Teatro Santander, em São Paulo, a filha de Carlos Henrique dos Santos e Maria Vicência Tanganini dos Santos irá se dedicar intensivamente e exclusivamente aos ensaios do musical pelos próximos meses, sem previsão de vinda à Cidade Milagre. Assim, aproveitando o feriado prolongado de Corpus Christi para visitar a família e amigos, Carol Tanganini esteve na sede do Jornal Regional, na manhã de sexta-feira (16), para compartilhar sua história de muito trabalho, esforço e apoio familiar.

O caminho percorrido até receber o telefonema de um dos produtores do musical e dividir a alegria da aprovação com os pais, namorado e irmãos foi longo e incerto. Durante a entrevista, Carol pontua a preocupação com a instabilidade da profissão, as renúncias e sacrifícios em nome do sonho, os inúmeros e desgastantes testes que encara e força motriz de sua vida: a família. “A gente aprende fazendo, tem de se jogar. São muitos nãos até se ouvir um sim, por isso é muito importante o apoio da família e dos amigos, se não fosse pelos meus pais e amigos não teria chegado até aqui”, revela.

A relação com a dança, começou aos 4 anos, quando iniciou os estudos de balé com Leila Salle. Mais tarde, estudou balé e jazz com Marina Gregolin, integrando o grupo de dança Camafeu. Nessa época “descobriu” os musicais e “All That Jazz” – Musical Chicago e se apaixonou. Também estudou canto com Hellen Rose Rodrigues. Aos 18 anos, foi para São Paulo fazer faculdade e continuou estudando canto, dança (sapateado, jazz) e artes cênicas. Porém, com uma nova atividade agregada a rotina: fazer testes para musicais. Lecionou dança na Pulsarte Dança e Produções, onde também foi aluna, e na Promenade Estúdio de Dança.

Estudando, dançando, cantando, ensaiando, fazendo testes, insistindo até conquistar a oportunidade, no ano passado, de participar de “Divas – O Musical” com Luiza Possi, Nikki e Jeniffer Nascimento, dirigido por Jarbas Homem de Mello, Carol tinha de saber o papel de todos os artistas do elenco para substituí-los quando necessário em alguma apresentação.

Nesse contexto, soube que iriam montar “Cantando na Chuva” e ficou animada uma vez que o forte do musical é o sapateado, estilo que ela gosta e tem conhecimento. E mais uma vez o preparo para os testes foram intensificados pela artista. Agora, no espetáculo, Carol terá a função de ensemble - atuará no coro e participará das danças e interpretações-. “Admiro muito o trabalho da Cláudia Raia, considero uma atriz muito completa, sempre quis trabalhar com ela. Estou muito feliz e grata aos meus professores, pais e amigos”, encerra.

Currículo -

Carol, que tem formação como atriz pelo Stúdio Beto Silveira, fez questão de destacar os mestres e mentores: Christiane Matallo (sapateado), Kátia Barros e Márcio Rongetti (dança) e Anderson Couto (canto), maestro Marconi Araújo, maestros Ronnie Kneblewski, Juvenal de Moura e Paula Capovila.

Cantando na Chuva – O clássico musical adaptado do filme estrelado por Gene Kelly e Debbi Reynolds chega aos palcos paulistanos no dia 12 de agosto. Direção de Fred Hanson, direção musical de Carlos Bauzys, coreografias de Christiane Matallo e Kátia Barros com versão brasileira de Mariana Elisabetsky e Victor Mühlethaler. A produção ficará em cartaz no Teatro Santander.

Outras Imagens:

  •  (Foto: Arquivo pessoal   )
  •  (Foto: Arquivo pessoal)

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também