• segunda-feira, 11 de dezembro de 2017
  • 03:48 Icone do tempo--ºC / --ºC

Cidade

17/2/2017 às 04h55

Índice de infestação larvária de Dracena é de 3,8: População deve colaborar com limpeza

Prefeitura atenta à população sobre a importância da conscientização dos moradores no combate contra o mosquito Aedes aegypit

 (Foto: ) (Foto: )

A Secretaria Municipal de Saúde e Higiene Pública de Dracena, através da Vigilância Epidemiológica, divulgou o resultado do Índice de Infestação Larvária, pesquisa realizada três vezes ao ano, com o objetivo de verificar se o município tem risco de surto ou epidemia das doenças (dengue, zika ou chikungunya ).

O estudo foi feito em 1.200 imóveis da cidade, definidos por sorteio, e que apontou um índice de infestação de 3,8, ou seja, em cada 100 casas visitadas, em aproximadamente quatro foram encontradas objetos com focos do mosquito Aedes aegypti.

Esse número coloca Dracena em estado de alerta, conforme a tabela de medição que indica que abaixo do índice 1, a cidade é considerada de baixo risco; de 1 a 3,9, o estado é de alerta; e acima de 3,9 a condição é de alto risco de surto ou epidemia das doenças.

Além das chuvas dos últimos meses, a cidade foi encontrada em estado crítico pelo prefeito Juliano Brito Bertolini, com inúmeros pontos em situação de abandono, com mato alto, o que acaba servindo de ponto de descarte de lixo e entulho, que se transformam em criadouros do mosquito.

“Além da limpeza e manutenção de diversos pontos da cidade, que realizamos já nos primeiros dias de nosso mandato, a Vigilância Epidemiológica vem realizando um ótimo trabalho a favor da saúde pública, mas a população também precisa se conscientizar e se unir nessa luta. Se for o caso, iremos até mesmo lavrar multa à quem não cumprir com as recomendações, já que esse problema afeta toda a comunidade e o estado é de alerta”, declarou o prefeito.

Entre os três tipos de recipientes mais encontrados nas visitas, garrafas retornáveis apresentaram maior quantidade de água parada. Veja abaixo os demais itens e quais as orientações para quem armazena esses objetos:

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também