• segunda-feira, 27 de março de 2017
  • 03:35 Icone do tempo--ºC / --ºC

Estradas

25/2/2015 às 03h44

Protesto barra a passagem de caminhões na SP-294

Polícia Rodoviária acompanha o protesto pacífico dos caminhoneiros e carreteiros perto de Parapuã (Foto: Alan Baliani/ Ocnet) Polícia Rodoviária acompanha o protesto pacífico dos caminhoneiros e carreteiros perto de Parapuã (Foto: Alan Baliani/ Ocnet)

Começou por volta das 12h30 de ontem, 24, quando um grupo de cerca de 150 caminhoneiros e carreteiros realizaram paralisação na rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294) no entroncamento com a rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), em Parapuã.

Eles protestam em busca de melhorias nos trabalhos, alta no pedágio e contra a alta do óleo diesel, entre outras reivindicações que estão causando problemas para o setor de transporte.

De acordo com a Polícia Rodoviária, os caminhões e carretas estão parados na pista bloqueando o trânsito na pista de rolamento e no acostamento.

O movimento que atinge o trecho entre os quilômetros 560 ao 561 só está permitindo a passagem de automóveis nos dois sentidos de direção.

Antes desse protesto começar havia a possibilidade dele ser realizado nas proximidades de Pacaembu, mas a Polícia Rodoviária pediu aos caminhoneiros que não fizesse por causa das penitenciárias.

A Base Operacional da Polícia Rodoviária de Adamantina informou a reportagem que por volta das 17h50 o protesto havia encerrado de forma pacífica na Ribeiro de Barros.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também