• sexta-feira, 25 de julho de 2014
  • 17:39 Icone do tempo--ºC / --ºC

Cidade

24/10/2013 às 08h10

Aluna da EE Julieta Guedes de Mendonça é selecionada para o Programa Parlamento Jovem

A aluna ladeada por membros da administração da escola (Foto: Renan Saran/JR) A aluna ladeada por membros da administração da escola (Foto: Renan Saran/JR)

A jovem Eniele Cristina de Oliveira da Silva, de 16 anos, irá representar a EE Julieta Guedes de Mendonça na Assembleia Legislativa, em São Paulo, nos dias 7 e 8 de novembro. Ela foi uma das escolhidas para integrar o Parlamento Jovem como Deputada Jovem Paulista.

O projeto orientado pelo professor de História, Juliano Bertolini, abordou a segurança nas escolas públicas, com a instalação de hidrantes para prevenção de incêndios em todos os prédios que abrigam a Educação.

“Tentei elaborar outros dois projetos, que envolviam a cultura e direitos humanos, mas acabou não dando certo. No entanto, quando eu estava discutindo outro tema com o professor Juliano, o quadro de energia da escola sobrecarregou, ocasionando faíscas. Foi quando surgiu a ideia dos hidrantes, pois se as escolas tivessem alguns desses equipamentos, auxiliariam os bombeiros num possível incêndio”, explicou Eniele.

Neste ano, 234 alunos, cada qual representando sua escola (154 públicas e 80 particulares), apresentaram projetos de lei, dos quais 94 foram selecionados, conforme os critérios estabelecidos no Manual do Candidato.

A estudante é a única aluna aprovada de escola estadual de toda a Diretoria de Ensino de Adamantina. Três alunos da região de Presidente Prudente também foram aprovados, sendo eles, Rafael Silva, do Centro Educacional do Serviço Social da Indústria (Sesi), de Santo Anastácio, que integra o partido dos Direitos Humanos; Ana Clara Costa, do Colégio Cooperativo de Presidente Prudente, como representante do partido da Saúde e, Daniel Fabri, da Escola Técnica Estadual (Etec) Professor Eudécio Luiz Vicente, de Adamantina que, assim como Eniele, optou pela Segurança Pública.

Eniele salientou que gosta muito de observar as coisas e debater sobre variados assuntos. “É um projeto simples, mas que salvaria vidas caso ocorresse um incêndio, o que é muito importante tanto para os alunos, quanto para as escolas”, enfatizou a aluna que mora no Jardim Alvorada e que estuda na Escola Julieta desde a 5ª série.

A aluna agradeceu o professor orientador Juliano Bertolini; diretor da escola Edson Fávero; a vice-diretora Cleidi Fabiani; as coordenadoras pedagógicas Lucia Oliveira e Rosana Russo; e Corpo de Bombeiros, pelo apoio dado durante a realização do projeto.

PROGRAMA - O Parlamento Jovem, que já está em sua 15ª legislatura, tem como objetivo oferecer conhecimento sobre o Legislativo paulista a estudantes do ensino médio de todo o Estado de São Paulo.

Ao todo, 94 jovens estudantes irão substituir os deputados estaduais, formando chapas para concorrer à Mesa Diretora. Também irão votar e terão direito à palavra para apresentar seus projetos de lei. Nos mesmos moldes de uma sessão plenária tradicional, os deputados jovens devem seguir as regras fixadas no Regimento Interno do Parlamento Jovem.

No dia do funcionamento do Parlamento Jovem, a Mesa Diretora assume a direção inicial dos trabalhos no plenário. Aberta a sessão, os jovens deputados, assim como acontece na primeira sessão legislativa dos parlamentares efetivos, fazem o juramento de posse e elegem a Mesa Executiva, composta por presidente, vice-presidente, 1º secretário e 2º secretário.

A seleção foi feita com base em projetos apresentados pelos alunos, com base em temas norteados por 12 partidos que integram o Parlamento Jovem: agricultura, cultura, defesa do consumidor, direitos humanos, educação, emprego, esportes, habitação, juventude, natureza, saúde e segurança pública.

A TV Assembléia irá transmitir a sessão ao vivo da sessão do Parlamento Jovem 2013, pelo site: www.al.sp.gov.br.

Comentários



  • Regras para comentários

    Não serão aceitas as seguintes mensagens:

    Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;

    Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;

    Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;

    De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;

    Anônimas ou assinadas com e-mail falso;

    O Portal Regional:

    Não se responsabiliza pelos comentários dos internautas;

    Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;

    Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

    Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Leia também